Saturday, January 15, 2011

DO CAVACO

porque o cavaco é uma avantesma parida de si mesmo
.por Bruno Miguel Resende a quinta-feira, 13 de Janeiro de 2011 às 19:08.o cavaco boicotou-me o ensaio dos elogios da embriaguez no pequeno auditório e isso irrita-me.



porque o cavaco precisa do grande auditório. e do pequeno auditório. e das casas de banho. e das cadeiras. e do piaçaba do teatro de vila real. e tudo.



o cavaco rouba-me tudo. até o tempo.



o cavaco não me deixa trabalhar.



porque o cavaco é uma avantesma parida de si mesmo que deu à costa do esgoto público.



o cavaco é uma múmia com seis mil anos acabada de ser atropelada vinte vezes por um submarino em marcha atrás.



o cavaco é um fóssil revestido a excremento de pomba com espírito santo depenado por implosão de cérebros de galinha.



o cavaco lambe cus e engole tudo sem se fartar. e mantêm a boca aberta.



o cavaco tem uma rolha no rabo por isso defeca pela boca enquanto outros lhe lambem o cu.



o cavaco é chato.



o cavaco é um urso.



o cavaco é um tripé com duas pernas e um foguete de artifício inserido no referido atrás.



o cavaco é uma sotaina clerical erguida com guindastes das obras que não são feitas na pátria e tem beiços mais horrendos que uma vagina de cascavel morta à quinze dias. ou mais.



o cavaco é um naufrágio sem bóias num lavatório entupido cheio de girinos fascistas que pensam andar em alto mar a saudar caravelas em ouro.



o cavaco mete pena.



o cavaco não tem penas.



o cavaco é um gnomo subterrâneo que blasfema a minha imagem de sábio e de outros como eu.



o cavaco é um cisco metido entre os dentes que nem com fio dental sai.



o cavaco nu só com esse fio dental é asqueroso.



o cavaco nu é asqueroso.



o cavaco vestido é asqueroso.



o cavaco até às escuras é asqueroso. ou ainda mais.



o cavaco é insuportável mesmo quando enfio tampões nas orelhas e ele fala com um bolo rei de quinze anos interinho enfiado na goela.



o cavaco é moncoso.



o cavaco agrafado a uma parede é uma fenda que enxurra humidade amarela. ou verde. às vezes castanha.



o cavaco tem seguranças enfiados nos bolsos e nos sovacos, que cheiram mal, para que não caia de si abaixo de tão entediante que é.



o cavaco é desmesuradamente aborrecido.



o cavaco tem menos pensamento que uma lesma a acasalar ao ar livre sobre trovoadas e ventos de cortar a respiração. mesmo que se seja um bicho que não respira.



o cavaco não respira. expira.



o cavaco ordena que o país seja católico e eu sou marciano anti-mariano.



três vezes merda. ou mais. se o cavaco é de direita eu sou da esquerda, se o cavaco é heterossexual eu sou homossexual, se o cavaco é cristão eu sou anticristão, se o cavaco é pela pátria eu sou pela mátria, se o cavaco tem pêlos eu depilo-me, se o cavaco corta o cabelo eu não, se o cavaco gosta dos bancos eu meto a economia no colchão, se o cavaco sorri eu choro, se o cavaco reza eu rio-me bêbado.



porque o cavaco é um poio meio seco com uma bandeira vermelha e verde hasteada em si de si para si por si e tudo tudo tudo que consegue comer. o resto é amarelo meio molhado com a espuma da ira que tem por não ser salazar.



três vezes merda. acenda-se o rastilho ao foguete do tripé. e pum.





por bruno miguel resende falocrica lucien ubu faustroll trapeiro e anti-cavaco e mais tudo

.

3 comments:

AZARÃO said...

O que é cavaco aí em Portugal? Em Brasil são lascas ou estilhaços de madeira ou um instrumento de cordas, uma miúda viola chamada cavaquinho.

apedroribeiro said...

cavaquinho também há aqui. Este Cavaco-presidente é que é preciso deitar abaixo.

Claudia Sousa Dias said...

sim, claro,Azarão... estamos a falar disso mesmo...cavacos de madeira ou aqueles doces insuportáveis, duros como cornos, chamado "cavacas".
Eu acho as "cavacas" ainda mais insuportáveis do que os "cavacos".

csd