Friday, July 08, 2011

LIXO


Lixo. Somos lixo. Eis onde os politiqueiros nos levaram. Eis o que dizem os mercados e a finança. Eis o que os Passos Coelho e os Cavacos merecem. Eis o que uma boa parte de nós não pode aceitar. Somos homens, seres humanos, não somos lixo. Lixo é o que nos espetais nos cornos todos os dias.
Ás vezes até parece que nos deixamos levar mas depois ressuscitamos. Não somos lixo. Lixo sois vós que produzis o lixo, lixo sois vós que vos deixais levar sempre. Nós resistimos. Temos as nossas próprias ideias. Não somos criados de ninguém nem comentadores da corte. Somos livres. Absolutamente livres. Acreditamos nas nossas ideias. Não somos lixo. Não vivemos apenas para comer e beber. Pensamos. Lemos livros. Não percebemos nada de finanças nem queremos perceber. Não falamos a linguagem económica. Somos criadores. Do papel fazemos nascer a palavra. Estamos fartos de ser governados por imbecis que outros imbecis elegem. Estamos fartos das ordens dos patetas. Não aceitamos. Temos todo o direito de não aceitar. Não somos lixo. Quem quiser que se contente com o lixo. Nós não. Nós vimos das estrelas. Somos o homem de Platão e de Nietzsche. Estamos aqui. Vivemos. Não nos limitamos a arrastar o corpo. Viemos para desafiar o tédio e a rotina. Viemos de mente aberta. Viemos abrir as portas.

www.jornalfraternizar.pt.vu

2 comments:

Provos Brasil said...

Somos os lixo que incomoda!

apedroribeiro said...

é isso tudo.