Friday, March 09, 2012

Amanhece na terra do meu pai
a Vita já cá não está
morreu há dias
está sepultada no fundo do quintal

olho agora o jardim
as árvores
os pássaros
o meu pequeno paraíso
o sino que toca
em tempos
esta foi uma boa terra
hoje está descaracterizada
com vários prédios
gente que já não se cumprimenta
é a sociedade comercial em todo o lado
o "Continente"
o "Pingo Doce"
o Soares dos Santos e o Belmiro
a facturar
e nós aqui tesos
mesmo que cultos,
honrados
e, por vezes, entusiastas

amanhece na terra do meu pai
e a Vita já não está cá.


Vilar do Pinheiro, Rua da Senra, 8.3.2012

2 comments: